sábado, 28 de Março de 2009

Quais são as características do monóxido de carbono?

- É um gás
- É incolor
- É inodoro
- Não tem sabor
- Não é irritante
- É mais leve do que o ar

Quem está mais vulnerável ao monóxido de carbono?

Todas as pessoas, independentemente da idade, sexo, …, podem correr riscos de intoxicação grave, se expostos a elevadas concentrações de monóxido de carbono, no entanto as mulheres grávidas, fetos, crianças, pessoas com anemia, problemas cardíacos ou do foro respiratório pertencem a um grupo com maior vulnerabilidade à intoxicação com monóxido de carbono.
Segundo dados do Instituto Nacional de Estatística, concluiu-se que entre 1993 e 1997, 70 por cento das mortes por inalação de gases, entre crianças e jovens até aos 19 anos de idade, fora devido ao monóxido de carbono.

Qual o mecanismo da intoxicação por monóxido de carbono?

O monóxido de carbono é rapidamente absorvido através dos pulmões ligando-se à hemoglobina com uma afinidade de cerca de 210 vezes maior do que a do oxigénio, provocando deste modo uma anoxia celular, devido a uma grande limitação do transporte de oxigénio pela hemoglobina e consequente diminuição da libertação deste nos tecidos. A ligação do monóxido de carbono à hemoglobina denomina-se de carboxihemoglobina.
A exposição a níveis muito elevados de monóxido de carbono poderá ter consequências irreversíveis e até fatais.

Sinais e sintomas:

A inalação deste gás, geralmente começa por causar sintomas muito comuns a outras situações, como por exemplo, cefaleias, tonturas, náuseas e vómitos numa grande maioria das vezes estes sintomas são confundidos com uma gripe ou com uma intoxicação alimentar.
Numa fase posterior ocorre um agravamento destes sintomas, e passamos a ter:
-Dispneia
-Taquipneia
-Confusão
-Fadiga
-Labilidade emocional
-Alucinações
-Alterações electrocardiográficas

Sem comentários: